A Síria vive uma guerra civil desde 2011, e os intensos conflitos já resultaram em mais de 200 mil pessoas mortas e milhões de refugiados espalhados pelo mundo.  Uma das cidades mais afetadas é Kobane, que fica na fronteira entre a Síria e a Turquia. A destruição desta cidade é tema de uma exposição do fotógrafo brasileiro Gabriel Chaim, um dos poucos estrangeiros a conseguir furar o bloqueio feito pela milícia da região.

O trabalho do brasileiro se chama “Filhos da Guerra: O Custo Humanitário de um Conflito Ignorado“, e ficará exposto entre os dias 3 de  dezembro e 16 de janeiro na Zipper Galeria. Feita em parceria com ONG Human Rights Watch e com curadoria de Marcello Dantas, a exposição reúne nove imagens e um vídeo feito por drones que mostram a tragédia por diferentes olhares.

Na abertura da exposição, no dia 1º de dezembro, o vice-presidente da HRW, Iain Levine, irá falar sobre o conflito sírio em um evento para convidados.

guerra2 guerra  guerra3 guerra5 guerra8 guerra7

SERVIÇO

Exposição: Filhos da Guerra: O Custo Humanitário de um Conflito Ignorado

Visitação: de 3 de dezembro  a 16 de janeiro

Funcionamento (data e horário): Seg a Sex das 10h às 19 – Sáb das 11h às 17h

Local: Zipper Galeria

Endereço: Rua Estados Unidos, 1494

Telefone: 11 4306 – 4306

Entrada Franca

 

 

Anterior As selfies da Turma do Chaves
Próximo "3º Festival de Direitos Humanos - Cidadania nas Ruas" divulga sua programação

Nenhum comentário

Deixe uma resposta