O bloco Não Serve Mestre aproveitou a folia do carnaval para conscientizar a população sobre a importância de discutir a amamentação em público. A ação “Peito Aberto” aconteceu na última segunda-feira (12), na Av. Faria Lima, e propôs uma reflexão sobre o assunto.

A proposta foi chamar a atenção para a contradição existente num País que exalta seios de fora durante o carnaval e banaliza a nudez em vários outros meios, mas que constrange mães que amamentam seus filhos em locais públicos.

 Amamentar no Brasil ainda é um tabu, por incrível que pareça. Em pleno século 21, ainda temos que brigar por algo que deveria ser natural. No país do samba, onde topless é clichê e a nudez é banal, as mães que amamentam ainda são obrigadas a lidar com olhares de reprovação e moralismos”, diz Gabriela Guedes, uma das mães participantes. “Seguimos ocupando espaços e aproveitando cada oportunidade de naturalizar a amamentação, quem sabe a próxima geração seja mais leve com a maternagem”, reflete Marina Haruko Mori Biondo.

PeitoAberto_1 (1) peitoaberto2 (1)

Anterior Clube italiano vira série na Netflix
Próximo Exposição "Tom Zé 80 Anos" entra em cartaz na Caixa Cultural São Paulo

Nenhum comentário

Deixe uma resposta